Conteúdo Principal

Uma habilidade que perpassa décadas

Cesta13
14/09/2018
Educação e Cultura

Uma habilidade que perpassa décadas


Resumo: São mais de 50 anos em que o senhor Waldomiro Papke, morador do Bairro Floresta, vale-se de cipós, vimes e bambus para montar cestas de variados tamanhos. Ele não usa nenhum material industrializado. Com varas de cipós, uma faca e as mãos seu Waldomiro monta peças que se aproximam da perfeição.


São mais de 50 anos em que o senhor Waldomiro Papke, morador do Bairro Floresta, vale-se de cipós, vimes e bambus para montar cestas de variados tamanhos. Ele não usa nenhum material industrializado. Com varas de cipós, uma faca e as mãos seu Waldomiro monta peças que se aproximam da perfeição.

E essa habilidade e/ou talento foi apresentada em mais uma edição da série Artífices e Arteiros da Casa de Cultura Joaneta. Na tarde dessa quinta-feira, 13, o senhor Waldomiro, dentro de sua generosidade e simplicidade foi professor. De voz baixa e serena, falando em alemão, ele mostrou sua técnica para alunos do quarto ano da Escola Santa Joana Francisca. Montou uma cesta a partir da base, passando pelas paredes e terminou com a alça. Aplausos! Waldomiro contou que aprendeu a técnica com vizinhos de seus pais. Fazer cestas acabou sendo, ele é agricultor, uma importante fonte de renda a mais. “Chegava a vender 20 cestas num dia na tenda que montávamos na BR-116 aos finais de semana”, salienta. Hoje em dia esses números são outros. Além de vender bem menos há ainda outras dificuldades como a matéria-prima, cada vez mais rara, o avançar da idade de seu Waldomiro e a própria concorrência com outras variáveis de embalagens, muitas vezes mais baratas. O valor das cestas está atribulado ao volume de material que Waldomiro precisa para a confecção. Os preços variam de R$ 15,00 a R$ 40,00.

A atividade da Casa de Cultura de Joaneta chamou a atenção do casal Gianfranco Baraccani e Adriana Caldas. Eles vieram conhecer seu Waldomiro e sua habilidade. “Somos de Porto Alegre. Agora moramos em Santa Maria do Herval e tudo que é nativo nos chama atenção. Gostamos de estar aprendendo sempre”, explica Gianfranco. Ele confeccionou uma cesta com a orientação de Waldomiro. O “professor” aprovou seu aluno.

As atividades da Casa de Cultura Joaneta, coordenadas pela professora Patrícia Rosina Stoffel Hansen, terão sequência em outubro com a Roda de Memória com a Família Schmitt no dia 11.

 


Fonte: Assessoria de Imprensa

OUTRAS NOTÍCIAS
12-11-2018

Equipes diretivas são lembradas pelo seu dia

Com um singelo presente em mãos o prefeito Danel Rückert e o secretário de Educação e Cultura, professor Marcelo Marin, ...

VER NOTÍCIA
12-11-2018

Wellington César Stoffel é nosso prefeito mirim

Ele ficou com a nota 9,9. Sensacional. Wellington César Stoffel é o próximo prefeito mirim. O aluno da Escola Municipal ...

VER NOTÍCIA
09-11-2018

Horários de dentistas são marcados às quintas-feiras pelo telefone

A Secretaria Municipal de Saúde e Assistência Social informa que a marcação de consultas para dentista na Unidade Básica...

VER NOTÍCIA
08-11-2018

Quer saber mais sobre nogueira-pecã? Não perca a palestra dia 13

A empresa Divinut apresentará no dia 13, às 15h, no plenário da Câmara de Vereadores, todas as variáveis para o plantio ...

VER NOTÍCIA
08-11-2018

Bolão masculino e feminino será a novidade em 2019

Antecipação do início de outras competições é outra informação importante

VER NOTÍCIA
08-11-2018

Sicredi Pioneira assume gerenciamento da folha de pagamento da Prefeitura

Os colaboradores da Prefeitura passarão a receber seus salários através de contas bancárias da Sicredi Pioneira.

VER NOTÍCIA